Outros

Como proteger você e sua casa da baixa umidade

O inverno esta chegando ao fim e aos poucos dando espaço para a primavera, oficialmente, ela só chega no dia 22 de setembro, mas já estamos sentindo os efeitos da ida do inverno.


As temperaturas estão subindo e a umidade descendo, com isso surgem problemas típicos do calor, que aumentam a necessidade de beber bastante água e cuidar da pele que resseca facilmente, podendo gerar a desidratação entre outros problemas explicados por Drauzio Varela neste trecho:


“ Além de dificultarem a dispersão de gases poluentes, que agravam a situação, provocam o ressecamento das mucosas das vias aéreas, tornando a pessoa mais vulnerável a crises de asma e a infecções virais e bacterianas. Baixa umidade do ar deixa também o sangue mais denso por causa da desidratação e favorece o aparecimento de problemas oculares e alergias. Mesmo quando a temperatura sobe, o ar seco faz seus estragos, pois acelera a absorção do suor pelo ambiente e resseca a pele. Quanto mais quente o ar nos períodos de longa estiagem, menor a umidade do ar.”

E para minimizar os efeitos em nosso corpo, é importante tomar certos cuidados como: hidratar narinas e olhos com soro fisiológico, bem como a pele diariamente; ingerir bastante água ao longo do dia (mesmo se não tiver sede); além de evitar bebidas diuréticas como café e álcool que fazem nosso corpo eliminar água em excesso.

Evite fazer exercícios físicos entre 10 até 16 horas e busque umidificar o ambiente, pode ser com uma toalha úmida, um balde com água ou então recorrer aos umidificadores de ar.

Evite varrer a casa com vassoura, pois ao varrer a poeira é jogada para cima espalhando pelo ambiente, se possível utilize aspirador de pó ou um pano úmido para a limpeza. Limpe com frequência locais que pode ter acumulo de poeira e ácaros como cortinas e tapetes e busque manter a casa arejada e limpa.


LEIA MAIS

RECEBA NOVOS CONTEÚDOS